O Panóptico de Sauron: Poder e Vigilância no Senhor dos Anéis de J.R.R. Tolkien

Hugo Filipe Ramos

Abstract


Este artigo é dedicado aos Estudos de Vigilância e à sua aplicação à obra de Tolkien, Senhor dos Anéis. Nesta análise, é feita uma introdução histórica aos Estudos de Vigilância, uma contextualização histórica e social do autor, identificando, na narrativa em discussão, reflexos de uma sociedade conturbada e, por fim, um enquadramento teórico e social dos Estudos de Vigilância ao “mundo secundário” da Terra Média , demonstrando os paralelismos entre as teorias dos irmãos Bentham e Foucault e as relações de poder presentes nesta região do mundo metafísico do imaginário de Tolkien.
No final do artigo, são ainda analisadas duas vertentes das teorias do poder, o poder da retórica e a resistência ou contra-poder, também presentes na Terra Média, assumindo, a par das relações de poder, várias representações simbólicas.

Keywords


poder; vigilância; conhecimento; panóptico; Tolkien; Senhor dos Anéis; Olho de Sauron; retórica; contra-poder; resistência; simbólico

Full Text:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15847/obsOBS732013704