The Irresistible Rise of Porn: The Untold Story of a Global Industry

Piet Bakker, Saara Taalas

Abstract


This article focuses on the historical roots of pornography in different media. Theoretically, it is built upon the premise that there is a substantial and persistent audience demand for sexually explicit content and that new technologies have helped to overcome traditional hindrances often associated with accessing, producing and distributing this kind of material. We aim to go beyond a simple technological deterministic approach and focus on both user and supply side. The development from early printing to the development of photography and moving pictures in the 19th century and from 20th century media innovation developments will be tracked. Cases will be used to demonstrate the ways porn and adult content has been commodified from naughty pictures and stories for few into a global industry that serves mass audiences across number of media formats. The commodification of pornographic content in mass media formats is also developing earnings logics and business models of its own. The article will draw attention to the consumers’ relationship to the market and industry practices that are particular to adult content businesses. Finally, it will illuminate how attitudes, legal and moral issues in relation to the content itself have shifted; making room for development of business practices that reveal important aspects in relation to privacy, marketing strategies, monetary transactions, technological and cross media innovations in market economy.


O Irresistível Crescimento da Pornografia: a história por contar desta indústria global

O artigo aborda as origens históricas da pornografia nos diversos media. Teoricamente, assenta no pressuposto da existência de uma audiência significativa e procura persistente por conteúdos de sexo explícito e que as novas tecnologias ajudaram a ultrapassar algumas das barreiras tradicionais comummente associadas ao acesso, produção e distribuição deste tipo de conteúdos. Este artigo procura ir além de uma abordagem determinística simplista e posicionar-se numa perspectiva relacional e bidireccional entre procura e oferta. A análise abrange o período desde os primórdios da imprensa escrita e o desenvolvimento da fotografia e das imagens animadas durante o século 19, às inovações nos media ocorridas até ao final do século 20. Serão utilizados casos para demonstrar a diversidade de modos como a pornografia e os conteúdos para adultos foram comodificados, passando de “imagens picantes” apenas acessíveis a grupos restritos para uma indústria de massas global e transversal a inúmeros formatos mediáticos. Esta comodificação dos conteúdos pornográficos tem sido igualmente geradora de lógicas e modelos de negócio próprios. O presente artigo coloca particular enfâse na relação dos consumidores com o mercado e nas práticas desta indústria que são específicas aos modelos de negócio de conteúdos para adultos. Finalmente, o artigo salienta a mudança ao nível das atitudes e das questões legais e morais relacionadas com este tipo de conteúdos, abrindo caminho para o desenvolvimento de modelos de negócio que apostam fortemente na questão da privacidade, em estratégias de marketing, em transacções monetárias, em inovações tecnológicas e transmediáticas no contexto da economia de mercado.

Keywords


pornography, media industries, commodification, globalisation

Full Text:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15847/obsOBS11200761