As Práticas de Recepção Cultural e os Públicos de Cinema Português

Susana Alexandra Freire

Abstract


Os filmes e/ou as obras cinematográficas são o reflexo das ideias de um grupo de homens e/ou de uma sociedade, de um ou mesmo de vários aspectos do mundo em que vivemos, revelando diferentes olhares e perspectivas diversas, razão pela qual ajudam a construir e a explicar a própria experiência humana.
Daí que seja necessário o entendimento do cinema enquanto produto e/ou agente cultural, um meio de expressão artística, mas também um poderoso instrumento de comunicação. O nosso cinema, enquanto processo social e produto cultural desempenha um papel fundamental na sociedade portuguesa, podendo e devendo ser visto sempre enquanto retrato da nossa sociedade, capaz de preservar e legitimar a nossa identidade. Tanto a sua defesa como, consequentemente, o seu estudo afiguram-se necessários, não só devido às exigências pessoais de criação, mas também pela satisfação das necessidades e dos objectivos culturais de um país.
A análise e compreensão das condições de existência do cinema português, ajudará a descortinar uma parte importante da sociedade em que vivemos, das suas regras e modalidades de funcionamento. Ao mesmo tempo que, tentar perceber a contemporaneidade da cinematografia portuguesa em si é, ao mesmo tempo, inseri-la numa reflexão global acerca das sociedades actuais. Assim, poder-se-á partir do pressuposto de que o cinema ou a actividade cinematográfica, de um ponto de vista sociológico, e enquanto produto cultural, é tão importante e fundamental como qualquer outra actividade, para a existência e conhecimento de um país.


Cultural reception practices and the Portuguese Cinema Audience

The cinematographic work is the reflection of the society we are living in, it reveals the different observations and perspectives.
More than articulate the Portuguese movie, as singular object of the social- economical conditions and cultural situations that is involved, it is most important to elaborate the analysis of its audience and the construction of its reception spaces.
Evaluating the coincidence between receptors code, knowledge level, references an appreciation criteria, we will focus on the problem of the audience contact with the Portuguese cinema.
The importance of the spectator is vital when approaching the cinematographic phenomenon. This is because the cinema, as reference to stimulate new sensations, seems to necessarily imply a reflection about the spectator experience and the reality that it is going to experiment. As for this it is urgent to know what is his place and logic preferences, expectations and considerations and the final reasons of his choices.

Keywords


portuguese cinema, audiences, spectator, film, cinematographic culture, preferences, choices.

Full Text:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15847/obsOBS312009207