O papel das novas tecnologias na construção da cidadania: a plataforma Moodle no 1º ciclo do Ensino Básico

Paula Quadros Flores

Abstract


O aparecimento de novas tecnologias educativas conduz a novos paradigmas educativos que se projectam tanto em contextos formais como informais. A comunicação pedagógica sofre profundas mutações pondo em evidência novos desafios que denunciam modelos pedagógicos obsoletos. Tais alterações exigem mudanças imperativas nos estilos comunicacionais e no perfil de professor/aluno.
Apesar das TIC albergarem algumas das mais fortes promessas de construção de uma sociedade sem desigualdades sociais, e apontarem renovadas possibilidades de melhor integração social e, consequentemente, uma melhor participação, inúmeros fenómenos de sinal contrário continuam a despontar em sociedades altamente industrializadas e tecnologicamente avançadas.
Apesar de tudo, parece evidente que as TIC podem tomar direcções imprevistas contribuindo para a exclusão social, gerando ou acentuando novas desigualdades. Cabe à escola assegurar a utilização das TIC pelos seus alunos por forma a que se sintam participes e, desta feita, garantir que todos possam aprender e construir a Sociedade do Conhecimento. Procura-se, assim, lançar um breve conjunto de projecções sobre a integração das TIC na educação e apresentar uma experiência na plataforma Moodle que poderá ser o embrião de mobilizações futuras nas escolas, convertendo-se num verdadeiro factor de inclusão e de afirmação de uma cidadania plena desde os primeiros anos de escolaridade.


Technology and citizenship

The appearance of the new educational technologies led to new educational paradigms that are projected as formal or informal contents. The pedagogical communication suffers deep changes, showing new challenges that report obsolete pedagogical models. Such alterations claim compulsory changes in the communicational styles and in the teacher/pupil profile.
Even though there are some promises in society with renewed possibilities of better social integration and, consequently, a better participation, many adverse signal phenomenon keep happening in high industrialized and technologically, advanced societies.
Despite all, of this it seems clear that the ICT can take unpredictable directions contributing to the social exclusion, making new deep inequalities. It’s a school duty to assume the ICT use by pupils in such a way that they feel like they are participating and so, everyone can learn and build the knowledge in society together. We look forward to bringing out a brief reflection set about by ICT education integration and present an experience with Moodle platform that may be the starting point in future initiatives, becoming a real inclusion factor and the full citizenship statement, since the early school levels.

Keywords


Educational technology; Inclusion/exclusion digital; Moodle

Full Text:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15847/obsOBS312009134