Uma outra Ameaça Fantasma: a relação entre autor, conteúdos e públicos em The Prequels Strike Back

Pedro Moura

Abstract


As prequelas de Star Wars (1999-2005) são, ainda hoje, obras controversas entre os fãs desta narrativa transmediática. O documentário The Prequels Strike Back (2016) procurou compreender a insatisfação dos públicos descontentes, mas também a recepção daqueles que, tendo apreciado a segunda trilogia da saga, se viram inseridos numa cultura de antagonismo aos filmes. Neste artigo apresenta-se uma análise deste documentário, centrando-se no modo como a recepção das prequelas foi retractada. O modelo de cooperação textual de Umberto Eco e os conceitos de cultura de convergência e narrativas transmediáticas de Henry Jenkins são as principais referências. Conclui-se que apesar do documentário abordar pertinentemente os diferentes elementos constitutivos da proposta do autor italiano, ignorou uma dimensão crucial para a compreensão da recepção dos públicos de Star Wars: a natureza transmediática de uma saga que não esteve suspensa entre o final da trilogia original e o lançamento das prequelas.

Keywords


cooperação textual; cultura de convergência; narrativas transmediáticas; Star Wars; Umberto Eco

Full Text:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15847/obsOBS13120191308

License URL: http://creativecommons.org/licenses/by-nc/2.0/