Public Engagement with Science and Technology: contributos para a definição do conceito e a análise da sua aplicação no contexto português

Liliana Tavares de Oliveira, Anabela Carvalho

Abstract


Promover uma comunicação mais transparente, clara e eficaz entre cidadãos, comunidade científica e decisores tem sido um objetivo prioritário da Comissão Europeia e de outras instituições nos anos mais recentes. Repercutindo-se na forma como os cidadãos se mostram mais ou menos disponíveis para participar e envolver-se no debate e no processo regulatório relacionados com os desenvolvimentos científico-tecnológicos, a comunicação de ciência contribui para garantir a qualidade de resultados e a democratização de decisões.
Nas últimas duas décadas, o conceito de Public Engagement with Science and Technology (PEST) tornou-se central nas análises da relação dos cidadãos com a tecnociência. No entanto, o significado deste conceito nem sempre é claro, havendo alguma ambiguidade e discrepância entre fontes. Este artigo visa contribuir para um mapeamento das posições de diferentes autores sobre o PEST e para uma clarificação do conceito e das suas implicações. Depois de discutir diferentes entendimentos dos objetivos do PEST, o artigo avalia a forma como o conceito tem sido usado em Portugal com base numa análise dos textos legislativos e da missão e objetivos de diferentes instituições de investigação e ensino superior. Conclui-se que os argumentos instrumentais ainda predominam nos discursos normativos que enquadram a atividade científica portuguesa.

Keywords


Comunicação de ciência; engagement; participação pública; Portugal.

Full Text:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15847/obsOBS932015857