Jovens e escolhas vocacionais em magazines informativos portugueses (2000-2008)

Cristina Ponte

Abstract


Este artigo caracteriza o tratamento jornalístico de matérias relacionadas com jovens (15-35 anos), as suas escolhas vocacionais e a sua situação perante o trabalho em três revistas generalistas de grande expansão, entre 2000 e 2008. Como enquadramentos, apresenta as características deste jornalismo de revista, na sua dimensão de proximidade e de aconselhamento ao leitor, por um lado. Por outro, caracteriza o contexto português com uma atenção aos valores relacionados com emprego e experiência laboral, nesses anos. A escolha de revistas orientadas para leitores onde se destacam leitores do sexo feminino e a atenção ao tempo longo permitiu contrastar discursos entre as revistas seleccionadas: a continuidade da atenção à mobilidade e ascensão social, na revista de cariz popular; a súbita consciencialização do problema do desemprego juvenil quando passou a afectar “os seus filhos”, educados e com formação superior, nas revistas orientadas para leitores de classes médias.

Keywords


Jovens e media; representação mediática; magazines; análise de imprensa; emprego

Full Text:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15847/obsOBS642012624