Das fontes jornalísticas à promoção das desigualdades sociais

Ricardo Morais, João Carlos Sousa

Abstract


Nas últimas décadas temos assistido, nas sociedades ocidentais e muito particularmente em Portugal, a uma progressiva concentração dos meios de comunicação de massa, num pequeno e restrito conjunto de grupos económicos. Por outro lado, assiste-se a um crescente afastamento, entre órgãos constituintes da política institucional e o próprio cidadão. Deste modo, urge identificar formas contemporâneas de participação política, mas também cívica.
Perspectivando os meios de comunicação social como os principais dinamizadores do “espaço público”, bem como da “esfera pública”, queremos com a presente análise indagar acerca da possibilidade dos referidos meios de comunicação social regional/local se constituírem como mecanismos fazedores e potenciadores de desigualdades na participação cívica dos cidadãos/leitores.
O ponto de partida para a análise situa-se na própria prática jornalística, enquanto processo transformativo de acontecimentos em notícias. Um segundo elemento basilar da presente análise parte da assimétrica distribuição de recursos, mormente de recursos de poder e de participação cívica, entre os diversos grupos sociais que se traduzem numa menor predisposição para a participação cívica no “espaço público”.

Keywords


prática jornalística, imprensa regional/local, participação cívica

Full Text:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15847/obsOBS712013518