The on-line community media database RadioSwap as a translocal tool to broaden the communicative rhizome

Nico Carpentier

Abstract


The concept of 'community media' (CM) has proved to be, in its long theoretical and empirical tradition, highly elusive. This theoretical problem necessitates the use of different approaches to the definition of CM, which will allow for a complementary emphasis on different aspects of the identity of CM. This article uses a combination of four theoretical approaches as starting point: CM as serving the community, CM as an alternative to the mainstream, CM as part of civil society and CM as rhizome. This article then focuses on the fourth approach to analyze a project that aims to broaden the communicative rhizome by creating an on-line database, which allow for the exchange of locally produced content beyond the confinements of locality. RadioSwap enables program-makers all over the world to upload their content and/or download, listen to and re-broadcast content produced by others. Although still limited in its capacities, this database does allow produced media discourses to circulate, and offer an embryonic form of translocalism and socio-communicative change.


Base de dados comunitária online como um instrumento translocal para expandir o rizoma comunicativo: o estudo de caso RadioSwap

Na sua já longa tradição teórica e empírica, o conceito de ‘media comunitário’ (MC) tem provado ser vago. Este problema teórico requer o uso de diferentes abordagens na definição do conceito de MC, as quais permitam colocar a ênfase nos aspectos da identidade do MC. Como ponto de partida, este artigo propõe a combinação de quatro abordagens teóricas: MC ao serviço da comunidade, MC como alternativa ao mainstream, MC como parte da sociedade civil e MC como rizoma. Posteriormente, o artigo aprofunda a quarta abordagem, na qual se analisa um projecto cujo objectivo é o alargamento do rizoma comunicativo através da criação de uma base de dados online, a qual permite a troca de conteúdos produzidos localmente para além das fronteiras geográficas locais. RadioSwap permite que, em todo o mundo, os programadores carreguem e descarreguem os seus conteúdos, oiçam e (re)difundam conteúdos, além de produzir e difundir os seus próprios conteúdos. Apesar de ainda ser limitada nas suas capacidades, esta base de dados permite a circulação de discursos mediáticos produzidos e oferece uma forma embriónica de translocalismo e de mudança sócio-comunicativa.

Keywords


alternative media; translocality; rhizome; community media; participation; civil society

Full Text:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15847/obsOBS11200744