A pandemia de Covid-19. Categorização, normalização, informação e desinformação

ISABEL Babo

Abstract


O contágio pelo vírus SARS-CoV-2, que a partir da China alastrou ao resto do mundo, foi designado como “pneumonia viral”, “epidemia” e “pandemia”, inscrevendo o fenómeno num campo semântico que possibilita descrevê-lo, compreendê-lo e reagir-lhe. Para uma análise sobre a definição irá aplicar-se a MCA (Membership categorization analysis) e a frame analysis, com o objetivo de evidenciar a dimensão operatória da categorização, assim como mostrar em que medida a designação e a tipificação produzem um efeito de normalização. Neste seguimento, também se aborda como se recorre à analogia histórica e se convocam situações ocorridas no passado que contribuem para fornecer quadros de inteligibilidade e para reduzir a incerteza e a contingência da situação.
Após essa abordagem, encara-se a questão informacional e como informação e desinformação convivem, assinalando-se imprecisões e falsidades que irromperam no espaço público no presente caso, tal como no passado relativamente a situações análogas invocadas em termos históricos, de acordo com os diferentes contextos e condições de informação.

Keywords


categoria, desinformação, quadro de referência, normalização, pandemia

Full Text:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15847/obsOBS16220222059

License URL: http://creativecommons.org/licenses/by-nc/2.0/