Facebook e Agrupamentos de Centros de Saúde: uma relação difícil

Andreia Garcia, Mafalda Eiró-Gomes

Abstract


Este estudo teve como principais objetivos analisar as reações dos seguidores às publicações efetuadas nas páginas de Facebook dos ACES - Agrupamentos de Centros de Saúde, instituições públicas, integradas no SNS – Serviço Nacional de Saúde, e refletir sobre o tipo de conteúdo que gera maior interação por parte dos utilizadores.
Até à data, nada se sabe sobre a interação dos utilizadores nas redes sociais dos ACES daí a pertinência e originalidade do presente estudo.
As fontes dos nossos dados foram todas as publicações públicas nas páginas de Facebook dos ACES em 2018. Para a análise sistemática dos dados (análise das mensagens manifestas), utilizou-se o método de análise de conteúdo tanto com cariz quantitativo como qualitativo.
Em 2018, as publicações das páginas de Facebook dos Agrupamentos de Centros de Saúde registaram 9,506 reações por parte dos utilizadores (6.906 gostos, 114 comentários e 2,172 partilhas). No período em análise verificou-se apenas o recurso a 314 reações no botão do Facebook para o efeito (232 “Adoro”; 14 “Riso”; 24 “Surpresa”; 39 “Tristeza” e 5 “Ira”).

Keywords


Comunicação para a Saúde, Redes Sociais, Facebook, Cuidados de saúde primários, emoticons, emojis

Full Text:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15847/obsOBS15220211767

License URL: http://creativecommons.org/licenses/by-nc/2.0/