Vídeo ativismo no Brasil: da rua à rede

Ana Lucia Nunes de Sousa

Abstract


Este artigo reflete sobre a prática e a narrativa vídeo ativista, desenvolvida na cidade do Rio de Janeiro, Brasil, no contexto dos protestos contra o Mundial de Futebol da FIFA (2014). Para analisar o fenômeno, foi utilizado um modelo de investigação que incorpora métodos qualitativos e quantitativos, aplicados online e off-line: pesquisa participante, entrevistas semiestruturadas e métodos digitais de coleta e análise de dados. O trabalho de campo foi realizado entre 7 de junho e 15 de julho, no Rio de Janeiro, durante o Mundial de Futebol de 2014. Além disso, foi construída uma base de dados de vídeos (173), contendo todas as interações destes materiais nas redes sociais online. Os resultados demonstram que os vídeo ativistas atuavam em grupos, em rede multimodal online e offline; baseando-se seu trabalho, principalmente, na viralização nas redes e mídias sociais. No que se refere à narrativa vídeo ativista construída, a violência destaca-se como a principal temática; sendo os manifestantes os protagonistas desta narrativa.

Keywords


vídeo ativismo; internet; movimentos sociais; Rio de Janeiro.

Full Text:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15847/obsOBS15320211731

License URL: http://creativecommons.org/licenses/by-nc/2.0/