“Quem passar por aqui, leva Portugal no Coração”. A Transnacionalização do Serviço Público: o caso dos Talk-Shows.

Manuel Antunes da Cunha

Abstract


Desde a sua criação a 10 de Junho de 1992, o género entretenimento/talk-shows ocupa mais de um quarto da grelha de programas da RTP Internacional (RTPi). Num primeiro momento, são privilegiadas emissões específicas destinadas exclusivamente às comunidades portuguesas e lusófonas residentes fora do território nacional. O nosso estudo de caso sobre o perfil dos convidados dos programas "Café Lisboa" e "Entrada Livre" (Novembro 2000 – Novembro 2001) deixa transparecer uma filosofia editorial muito clara. Nos estúdios, a palavra é monopolizada por membros das classes média-alta e diplomada. Numa segunda fase, o serviço público substitui estes talk-shows específicos por formatos diários de cariz mais popular, como "Praça da Alegria" e "Portugal no Coração", difundidos em simultâneo pela RTP1, RTP Internacional e RTP África. Por meio deste directo partilhado, os públicos extra-territoriais são integrados no quotidiano da colectividade nacional, dando assim corpo a um verdadeiro espaço público lusófono transnacional. A RTPi alicerça-se num projecto político que cultiva a imagem dum colectivo multissecular espalhado pelos quatro cantos do mundo. Ao longo da última década, ao juntar os públicos domésticos e extra-territoriais em torno de um sentido de pertença, a evolução dos talk-shows testemunha do papel atribuído ao serviço público de televisão na afirmação da identidade nacional.


“Quem passar por aqui, leva Portugal no Coração”. Transnationalisation of Television: Talk-shows case study

Since its creation in June 10, 1992, the genre entertainment / talk shows occupies over one quarter of the television programming schedule of RTP International (RTPi). Initially, specific emissions targeted exclusively for Portuguese and Lusophone communities living outside their national territories. Our case study on the guests' profile for talks shows like "Café Lisboa" and "Entrada Livre" (November 2000 - November 2001) renders clear its editorial philosophy: in studios, the word is monopolized by members of the middle and upper classes and graduates. In a second phase, the public television service replaces those talk shows for daily popular formats like "Praça da Alegria" and "Portugal no Coração", which are broadcasted simultaneously by RTP1, RTP International and RTP Africa. Through this daily live format, overseas audiences are integrated into the everyday life of the national community, thus giving substance to a transnational Lusophone shared public space. RTPi is based on a political project that cultivates the image of a collective multisecular spread throughout the four corners of the world. Over the last decade, by bringing together both the domestic and the overseas audiences around a sense of belonging, the evolution of talk shows demonstrates the role of the public broadcasting service in the affirmation of national identity. Furthermore, private television channels have also committed themselves to this movement of transnationalisation.

Keywords


television; talk show; Portuguese communities; national identity; RTP International; transnationalisation

Full Text:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15847/obsOBS242008167