O estado de arte da Comunicação Organizacional: as tendências do século XXI

Sónia Silva, Teresa Ruão, Gisela Gonçalves

Abstract


A comunicação no contexto das organizações está em constante reconfiguração. As novas formas de informação, de interação, de partilha e de consumo que caracterizam as sociedades atuais trazem novos desafios às organizações e às suas estruturas comunicativas e tal justifica, sempre que possível, uma incursão pelo campo da Comunicação Organizacional com a principal motivação de compreender o estado atual da disciplina e acompanhar as suas tendências de investigação.
Tal é o propósito deste estudo: averiguar o estado da arte da Comunicação Organizacional recuando, para isso, às origens da disciplina e às suas preocupações fundacionais, as quais são fundamentais para compreender as abordagens que descrevem o campo no século XXI. Com esta análise pretendemos traçar as tendências de investigação da disciplina a abordar os principais desafios que caracterizam a relação entre comunicação e organização na atualidade.
Para cumprir este objetivo, recorremos a uma metodologia qualitativa, através da análise de vários artigos científicos e de livros publicados no âmbito dos estudos da Comunicação Organizacional (desde o aparecimento da disciplina), os quais nos permitiram entender e descrever as abordagens, os paradigmas, as metodologias, os temas e as tendências que protagonizaram a criação e o avanço desta disciplina. Trata-se, portanto, de uma revisão da literatura que privilegiou os trabalhos de académicos e investigadores reconhecidos nesta área científica. A sua análise foi fundamental para descrever os quatro paradigmas que se desenvolveram campo da Comunicação Organizacional: o positivista, o interpretativo, o crítico e o constitutivo.
Percebemos, como conclusão, que estas abordagens convivem harmoniosamente na tentativa de explicar o ambiente organizacional atual, o qual parece ter como principais desafios a constante evolução das tecnologias de informação e comunicação, que atribuem mais poder aos públicos e enfatizam os processos de comunicação relacional e a importância de comportamentos organizacionais éticos e responsáveis no seio de uma sociedade cada vez mais exigente e informada. Assim, também a comunicação enquanto estratégia tem conquistado espaço nas tendências de investigação em Comunicação Organizacional, como um tipo de comunicação que procura apoiar a missão da organização ao mesmo tempo que procura estabelecer relações profícuas entre a organização e os seus públicos.
Este é, portanto, um trabalho de sistematização de abordagens e de tendências que procura identificar o estado atual do estudo da Comunicação Organizacional, destacando-se quer pela apresentação da evolução do campo no século XXI quer, principalmente, pela sua apresentação em língua portuguesa, algo que é pouco comum nesta disciplina.

Keywords


comunicação; organizações; comunicação organizacional

Full Text:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15847/obsOBS14420201652

License URL: http://creativecommons.org/licenses/by-nc/2.0/