Do impresso para as fanpages: linguagem e formato dos conteúdos dos jornais regionais brasileiros no Facebook a partir de uma perspectiva comparativa

Michele Goulart Massuchin, Suzete Gaia de Sousa

Abstract


Este artigo faz uma análise comparativa sobre como jornais regionais brasileiros - “A Tarde” (Nordeste), “Correio Braziliense” (Centro-Oeste), “Diário do Pará” (Norte), “Gazeta do Povo” (Sul) e “O Globo” (Sudeste) – se utilizam do Facebook como ferramenta para distribuição de conteúdo jornalístico. A literatura tem mostrado a migração dos jornais para as redes sociais, porém ainda é necessário observar como se dá o uso deste espaço e se o processo ocorre de forma semelhante em distintos jornais. O objetivo deste texto, portanto, é averiguar de que maneira os jornais selecionados utilizam o Facebook a partir de características relacionadas ao estilo textual, tal como a linguagem textual – formal ou informal – e os diferentes formatos que acompanham a legenda – foto, vídeo, emoticons, gifts, entre outros. Assim, a preocupação da pesquisa é perceber as características estruturais das postagens nos cinco jornais selecionados. A método usado é quantitativo é a técnica utilizada é a análise de conteúdo. O período da coleta de dados compreende duas semanas (entre abril e maio de 2018), sendo que o corpus da pesquisa corresponde a 2825 postagens realizadas pelos impressos no período estipulado. Dentre os principais resultados, notou-se a predominância da linguagem formal, embora dois dos jornais já tenham avançado na busca pela informalidade. Sobre os formatos, percebeu-se um padrão que ainda evita inovações - com poucos vídeos, gifts e memes, por exemplos – porém alguns jornais – especialmente a Gazeta do Povo – tem usado de emoticons e palavras-chaves como forma de atrair a atenção do leitor.

Keywords


jornalismo; redes sociais digitais; Facebook; linguagem; formato dos posts.

Full Text:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15847/obsOBS14120201352

License URL: http://creativecommons.org/licenses/by-nc/2.0/